Project Description

Capacitar as pessoas responsáveis por emissão de Notas Fiscais e apresentação da EFD-ICMS/IPI e EFD-Contribuições ao enquadramento correto do Código de Situação Tributária de ICMS, IPI, PIS e COFINS, tanto em relação as operações de entradas como em relação as operações de saídas. Será abordado também a utilização do CSOSN por empresas optantes pelo Simples Nacional na emissão NF-e e a utilização correta do CST na emissão de cupom fiscal. Curso ministrado em dupla com Juliana Maurília Martins.

PROGRAMAÇÃO

1.1 – Origem nacional;

1.2 – Origem estrangeira;

1.3 – CRT Simples Nacional;

1.4 – CRT Contribuinte Normal.

2.1 – Operações com saída tributada e com redução da base de cálculo;

2.2 – Operações sujeitas ao regime de substituição tributária;

2.3 – Operações com diferimento do ICMS;

2.4 – Operações sem destaque do ICMS;

2.5– Outras operações;

2.6 – Informações Complementares;

2.7 – Relação com o CFOP.

3.1 – Analogia do CST de saídas para registro das entradas para fins da EFD;

3.2 – Entradas com crédito;

3.3 – Entradas sem crédito;

3.4 – Entradas de nota fiscal sem tributação;

3.5 – Entradas de remetente do Simples Nacional.

4.1 – Operações tributadas no Simples Nacional;

4.2 – Operações não tributadas no Simples Nacional;

4.3 – Operações Imunes;

4.4 – Operações sujeitas a substituição tributária;

4.5 – Operações com diferimento do ICMS;

4.6 – Informações Complementares;

4.7 – Relação com CFOP.

5.1 – Operações tributadas no Simples Nacional;

5.2 – Operações não tributadas no Simples Nacional;

5.3 – Operações Imunes;

5.4 – Operações sujeitas a substituição tributária;

5.5 – Operações com diferimento do ICMS;

5.6 – Informações Complementares;

5.7 – Relação com CFOP.

6.1 – Vendas tributadas;

6.2– Vendas com redução de base de cálculo;

6.3 – Vendas isentas;

6.4 – Vendas imunes e não tributadas;

6.5 – Vendas sujeitas ao ICMS ST.

7.1 – Operações tributadas;

7.2 – Operações com alíquota zero;

7.3 – Operações  não tributadas;

7.4 – Operações imunes;

7.5 – Operações com isenção;

7.6 – Operações com suspensão;

7.7 – Outras Operações.

8.1 – Entrada com recuperação de crédito;

8.2 – Entrada sem recuperação de crédito;

8.3 – Entrada não tributada;

8.4 – Entrada com isenção;

8.5 – Entrada com suspensão;

8.6 – Entrada com alíquota zero;

8.7 – Entrada com imunidade;

8.8 – Outras entradas.

9.1 – Operações de Saídas com Alíquotas Básicas;

9.2 – Operações de Saídas com Alíquotas Diferenciadas;

9.3 – Operações de Saídas com Substituição Tributária;

9.4 – Operações de Saídas com Alíquota Zero, Sem Incidência, Isentas ou com Suspensão;

9.5 – Demais Operações de Saídas não representativas de Receitas.

10.1– Operações de Entradas com Créditos Básicos;

10.2 – Operações de Entradas com Créditos Presumidos;

10.3 – Operações de Entradas com Substituição Tributária;

10.4 – Operações de Entradas com Alíquota Zero, Sem Incidência, Isentas ou com Suspensão;

10.5 – Operações de Entradas não Geradoras de Créditos;

10.6 – Demais Operações de Entradas.

FICOU COM DÚVIDAS

Entre em contato com nossos meios de comunicação. Esses canais são para esclarecimentos de dúvidas sobre nossos cursos.